Inscrição

Atualizado em 03/08/2015 às 14h:48

Confira o passo a passo para solicitar o financiamento:

Inscrição no SisFIES

Na próxima segunda-feira, 3 de agosto, começam as inscrições para a edição do segundo semestre do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Desta vez, os interessados devem acessar a página do Sistema de Seleção do Fies - FiesSeleção somente até às 23h59 do dia 6 de agosto. CLIQUE AQUI

 Pode participar do processo seletivo, o estudante que, cumulativamente, atenda aos seguintes critérios: não possuir diploma do ensino superior e ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir de 2010, com média aritmética das notas das provas igual ou superior a 450 pontos. Além disso, é preciso ter renda familiar mensal bruta per capita de até dois salários mínimos e meio. No entanto, há possibilidade de candidatos que não atentem a algum desses critérios participar.

Ao se inscrever, os candidatos informam, além do próprio número do CPF, os dos membros da família acima de 14 anos. Será preciso colocar também data de nascimento, endereço eletrônico de e-mail válido e ano de conclusão do ensino médio. Não há cobrança de taxa, e só é possível se inscrever em um único curso e turno da graduação escolhida. As instituições participantes disponibilizam acesso gratuito à internet para efetuar a inscrição.

 1 - Inscrição: Fique atento ao prazo pois serão apenas quatro dias para acessar o FiesSeleção e fazer a inscrição. A regra básica para concorrer a uma vaga em universidade a ser financiada pelo fundo é não ter concluído o ensino superior, ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 e ter obtido média aritmética das notas das provas igual ou superior a 450 pontos, sem zerar a Redação. Outra exigência é possuir renda familiar mensal bruta per capita de até dois salários mínimos e meio. No entanto, há exceções.

 2 - Professores: Quem é professor e deseja participar do processo seletivo, deve ficar atento: somente os integrantes do quadro pessoal permanente da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério, têm direito a inscrição. Neste caso, estão isentos da necessidade de não ter curso superior. Mas, precisam escolher uma Licenciatura.

 3 - Dispensa do Enem: Aqueles que concluíram o ensino médio antes de 2010, e não realizaram nenhuma das edições do Enem de 2010 em diante, também podem participar do programa. Essa é uma das exceções. Caso o estudante tenha feito a prova depois de 2010, pode optar pela dispensa da exigência de participação no Exame. Porém, nos dois casos, deverão se encaixar nos demais requisitos.

 4 - Cota: O Ministério da Educação reserva 10% das vagas selecionadas em cada curso, turno e local de oferta aos estudantes das áreas de prioridade propostas, como as Engenharias, Saúde, Licenciatura, Pedagogia e Normal Superior. Além delas, quem concluiu o ensino médio antes de 2010, e não participou de nenhuma edição do Enem após este ano, também concorre dentro dos 10%.

 5 - Classificação geral: Fique atento, pois os participantes do Enem, a partir do ano de 2010, serão classificados na ordem decrescente, de acordo com as notas obtidas na prova nacional e a opção de vaga na qual se inscreveram. No caso de notas idênticas, o desempate será feito da seguinte maneira: nota obtida na prova de Linguagens, nota da prova de Matemática, de Ciências da Natureza, e por fim, a nota de Ciências Humanas.

 6 - Classificação sem Enem: Quanto aos estudantes que se encaixam no grupo dos concluintes do ensino médio antes de 2010, os docentes no efetivo exercício do magistério que não usarem a nota do Enem e os que não quiserem usar a nota do Exame, os critérios de classificação são diferentes. Eles serão ordenados mediante a aplicação de uma fórmula. O valor do índice calculado a partir de um produto que leva em conta renda familiar, histórico escolar, declaração de etnia, grupo familiar e se é professor ou estudante. No caso da renda familiar, o cálculo será feito utilizando-se com o valor da renda. Já na origem escolar, por exemplo, caso candidato tenha cursado o ensino médio completo na rede pública, o cálculo vai ser realizado com 0,6. Do contrário, se utilizará 1,0. Quem se autodeclarar negro, pardo ou indígena utiliza 0,7 no cálculo. Se não for, utiliza também 1,0. Em relação ao cargo, se professor, usa para o cálculo 0,8. Não sendo professor nas condições, 1,0. Por fim, o valor do grupo familiar, o valor usado será a quantidade de integrantes da família, incluindo o candidato.

 7 - Resultado e contratação: O resultado da pré-seleção da primeira e única chamada do Fies estará disponível na página do programa, no dia 10 de agosto. Na mesma data e local, também poderá ser consultada a lista de espera. Logo, quem não for selecionado, deve ficar atento a ela e acompanhá-la. Os pré-selecionados vão acessar o Sisfies e concluir a contratação do financiamento do dia 13 a 22 de agosto, bem como os integrantes da lista de espera, que terão o prazo de 10 dias corridos, a contar da divulgação, para terminá-la.

 8 - Mudanças no programa: Em julho, o Ministério da Educação (MEC) anunciou mudanças na estrutura do Fies. Uma delas foi a taxa de juros. Em 2006, era de 9%. Depois, até agosto de 2009, passou a ficar entre 3,5% e 6,5%. Desde março de 2010, figurou na casa dos 3,4%. Agora, a taxa de juros será de 6,5%. O teto da renda familiar também encontra-se na lista das transformações. Anteriormente a renda familiar bruta era de até 20 salários mínimos. Hoje, o limite é de até dois salários mínimos e meio.

 9 - Cursos e regiões do Brasil prioritários: As mudanças estenderam-se também aos cursos atendidos e regiões do Brasil. As áreas de Engenharia, formação de professores (Licenciaturas, Pedagogia ou Normal Superior) e Saúde têm prioridade no programa. Segundo o MEC, tais graduações são considerados estratégicos para o desenvolvimento do país. Cursos com notas 4 e 5 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) também estão entre as prioridades. Será priorizado ainda o atendimento de alunos matriculados em cursos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, exceto o Distrito Federal.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO:  CLIQUE AQUI

TABELA DE PREÇOS DOS CURSOS :  CLIQUE AQUI

Seguem orientações para preenchimento dos campos de valores das semestralidades
1) No campo:
Valor da semestralidade SEM desconto R$... Grade Curricular Regular.
Você deve colocar o valor de acordo com a tabela anexa, observando o período e o curso.
2) No campo:
Valor da semestralidade COM desconto R$....Grade Curricular Regular.
Você deve usar o valor do campo anterior, abatendo eventuais descontos. (menos o desconto adimplência)
3) No campo:
Valor da semestralidade ATUAL COM desconto R$... Grade curricular a ser cursada no semestre.
Você deve informar o valor dos créditos matriculados no semestre do aditamento, abatendo eventuais descontos, exceto ProUni.

 Após concluir sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá procurar a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do FIES (CPSA) na sua instituição de ensino e validar as informações prestadas

PRAZOS IMPORTANTES: O ALUNO TEM QUE  ENTREGAR TODOS OS DOCUMENTOS 4 (QUATRO) DIAS UTEIS ANTES DA DATA LIMITE DE COMPARECIMENTO A CPSA (COMISSÃO PERMANENTE DE SUPERVISÃO E ACOMAPANHAMENTO) QUE CONSTA NA FICHA DE INSCRIÇÃO

"Não deixe para solicitar a documentação no ultimo dia, pois, as Instituições precisam de certo prazo para emissão dos documentos necessários para o processo."

 O percentual mínimo de financiamento pelo FIES no momento da inscrição é de 50% (cinquenta por cento) do valor dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino.

até 100% (cem por cento) dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino quando o percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com estes encargos for igual ou superior a 60% (sessenta por cento);

até 100% (cem por cento) dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino no caso de bolsistas parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni) que optem por inscrição no FIES no mesmo curso em que é beneficiário da bolsa e estudantes de cursos de licenciatura, independentemente da renda familiar mensal bruta per capita;

até 75% (setenta e cinco por cento) dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino quando o percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com estes encargos for igual ou superior a 40% (quarenta por cento) e inferior a 60% (sessenta por cento);

de 50% (cinquenta por cento) dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino quando o percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com estes encargos for igual ou superior a 20% (vinte por cento) e inferior a 40% (quarenta por cento).

 Para calcular o percentual de comprometimento da renda é necessário primeiro dividir por 6 o valor da semestralidade com desconto, obtendo assim o valor da mensalidade com desconto. Dividindo o valor da mensalidade com desconto pela renda familiar mensal bruta per capita e multiplicando esse resultado por 100 obtemos o percentual de comprometimento. 
Exemplo:

Semestralidade com desconto: R$ 3.600,00
Mensalidade com desconto: R$ 600,00 (R$ 3.600,00 ÷ 6)
Renda familiar mensal bruta per capita: R$ 1.000,00
Percentual de comprometimento: 60% [(R$ 600,00 ÷ R$ 1.000,00) * 100]

 Validação das informações

Após concluir sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), em sua instituição de ensino, em até 10 (dez) dias, contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da sua inscrição. A Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) é o órgão responsável, na instituição de ensino, pela validação das informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição.

Contratação do financiamento

Após a validação das informações, o estudante deverá comparecer em até 20 (vinte) dias, contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da inscrição, em um dos Agentes Financeiros (instituição bancária) vinculados ao FIES para formalizar a contratação do financiamento.

No ato da inscrição no SisFIES, o estudante escolherá a instituição bancária, assim como a agência de sua preferência. Sendo a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil os atuais Agentes Financeiros do Programa. 

Atenção! Os prazos para validação da documentação na CPSA e para comparecimento na instituição bancária começam a contar a partir da conclusão da inscrição no SisFIES e não serão interrompidos nos finais de semana ou feriados. No caso do término do prazo ocorrer em final de semana ou feriado nacional, o prazo será prorrogado para o primeiro dia útil imediatamente subsequente.

 Caso o estudante não compareça à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do FIES (CPSA) ou ao Agente Financeiro (instituição bancária) nos prazos determinados, a inscrição será cancelada, podendo o estudante realizar nova inscrição a qualquer tempo.

Após a contratação do crédito estudantil o aluno deve comparecer a CPSA para entregar de uma via original do contrato, que será arquiva na pasta acadêmica do aluno

Voltar